quinta-feira, 1 de abril de 2010

Quem lembra dos Mamonas?


Sim pessoal, eu sobrevivi ao Carnaval!

Muitos acharam que houve uma catástrofe estilo 2012 e eu havia sido engolido por uma cratera.

Ainda não, aliás, o filme 2012 já está nas locadoras para quem não conseguiu ver nos cinemas, vale a pena arriscar.
Claro que é uma diversão bem cheia de onomatopeias e visual estarrecedor, nada além disso, portanto vejam sem pretensão e sem pensar. Curta a descida da montanha-russa. Nota 10 para um dia de chuva.

Ontem eu estava em casa, de bobeira quando minha cabeça fervilhou umas músicas dos saudosos Mamonas Assassinas. (Não me perguntem o porquê, minha cabeça é uma terra de ninguém)

Comecei a cantarolar juntamente com a minha filha de 1 ano. Para minha surpresa, ela se amarrou e ficava dançando pra lá e pra cá. Eu, além de me divertir com a performances exclusivas da pequena, eu lembrava das letras super criativas e inteligentes desses caras.

Hoje, futuquei na internet e comecei a analisar cada letra e percebi, não só mais graça, como uma simetria perfeita das palavras e o tom de comédia inteligente que não vejo há muito tempo.Coisa da  época da TV Pirata, Viva o Gordo e Chico Anysio.

Hoje, nós temos muito pouco desse humor inteligente, que nos faz pensar e rir mais ainda da piada. Temos os caras do CQC, mas eles só querem pegar no pé dos políticos. Temos os caras do Pânico, mas como o próprio Ceará falou numa entrevista, "é um humor do fundão da sala de aula" portanto, as vezes enjoa pelo excesso.

Casseta e Planeta, Zorra Total e A Praça é Nossa....não merece o comentário. Do rídículo ao escatológico. E olha que é cheio de talentos individuais, mas o conjunto não vale a pena.

Tem as sitcoms nacionais, que algumas tem o seu poder, mas com data de validade de laticínios.

Foi uma pena que muita gente de hoje não conheceu o meteoro Mamonas. Mas, o material deixado por eles vale a pena ser lembrado, pois conquistou a população dos 8 aos 80.

Eu gostaria de colocar uma letra que pudesse resumir o talento dos caras. mas é muito difícil, pois o talento não se resume a uma ação e sim a um universo, e foi isso que eles criaram. Um universo de gargalhadas. Muitos jargões são usados até hoje.

Para quem viu e ouviu aí vai para matar as saudades, e para quem não viu, aproveite para rir MUITO!

''Vejam só como é que é
a ingratidão de uma mulher
ela é o meu tesouro
nós fomos feitos um pro outro
Ela é uma vaca, eu sou um touro"
                                            BOIS DON'T CRY

''Te encontrei toda remelenta e estronchada
Num bar entregue às bebida
Te cortei os cabelos do sovaco e as unhas do pé
Te chamei de querida
Te ensinei todos os auto-reverse da vida
e o movimento de translação que faz a terra girar
Te falei que o importante é competir
mas te mato de pancada se você não ganhar''
                                            UMA ARLINDA MULHER

''Roda-roda vira, solta a roda e vem
Me passaram a mão na bunda e ainda não comi ninguém
Roda-roda vira, solta a roda e vem
Neste raio de suruba, já me passaram a mão na bunda
E ainda não comi ninguém!''
                                           VIRA-VIRA

''Mina,
Seus cabelo é "da hora",
Seu corpão violão,
Meu docinho de coco,
Tá me deixando louco.

Minha Brasília amarela
Tá de portas abertas,
Pra mode a gente se amar,
Pelados em Santos."
                                  PELADOS EM SANTOS

''Faça bem a barba
arranque seu bigode
gaúcho também pode
não tem que disfarçar

Faça uma plástica
aí entre na ginástica
boneca cibernética
um robocop gay...''
                            ROBOCOP GAY

''Comer tatu é bom, que pena que dá dor nas costas
Porque o bicho é baixinho, e é por isso que eu prefiro
as cabritas
As cabrita têm seios, que alimentam os seus
descendentes''
                           MUNDO ANIMAL

''Só de pensar que nós dois éramos dois
Eu feijão, você arroz
Temperados com Sazon''
                          LÁ VEM O ALEMÃO

''Tava ruim lá na Bahia, profissão de bóia-fria,
trabalhando noite e dia, não era isso que eu queria,
eu vim-me embora prá São Paulo.

Eu vim no lombo dum jumento,
com pouco conhecimento
enfrentando chuva e vento,
dando uns peido fedorento,
até na bunda fez um calo''
                         JUMENTO CELESTINO

''Money que é good nóis num have (HEAVY!), se nóis hevasse
Nóis num tava aqui playando,mas nóis precisa de worká
Money(MONEY!) que é good nóis num have (HEAVY!), se nóis hevasse
Nóis num tava aqui workando, o nosso work é playá''
                                  1406

''Eu dí um beijo nela
e chamei pra passear.
A gente fomos no shopping,
pra mó de a gente lanchá.
Comi uns bicho estranho, com um tal de gergelim.
Até que tava gostoso, mas eu prefiro aipim.

Quantcha gente,
E quantcha alegria,
A minha felicidade
é um crediário
nas Casas Bahia.''
                         CHOPIS CENTIS

Isso aí galera, vamos cultuar o nosso, pois temos muitos talentos perdidos por aí e o Mamonas foi exemplo disso, eles quebraram muitos tabus e mostraram que o povo brasileiro é inteligente, culto e divertido.

Até a próxima. Espero que não demore tanto dessa vez.

2 comentários:

cintia disse...

Robocop gay é a melhor na minha opinião..bjs

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Pois é. Triste fim prematuro tiveram os Mamonas... Eu gostava mais da "Brasília Amarela". Mas é interessante observar que a cultura musical não mudou muita coisa dos anos 90 pra cá. Mas o que podemos dizer do Latino? Recordo-me que muita gente criticava o estilo dos Mamonas, mas é o talento das últimas décadas. É que os Mamonas foram muito cedo...