sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Meu precioso!

Bizarrices à parte, essa é muito boa!

Você acreditaria nessa história?

O marido, recém-casado, vai passear de barco e perde a aliança durante a expedição marinha.

Ele diz para a mulher, que marcou o local com uma âncora velha, e que voltará para procurar a aliança. Ele retorna 3 meses depois e, é claro não encontra.

Ela caiu no mar! É mais fácil achar agulha no palheiro!

Aí, 16 meses depois, me aparece ele com a aliança. "Achei, amor!"

E aí? Essa desculpa é boa?

Isso aconteceu mesmo e adivinhe onde? Nova Zelândia.

Só podia. Já teve uma históira parecida com anel que foi produzida por lá. Alguém se lembra?

Enfim, Aleki Taumoepeau, que na linguagem tonganesa quer dizer ''guerreiro das ondas'', perdeu a sua aliança num passeio de barco e a encontrou 16 meses depois.

Ele tentou explicar isso para mulher, provou que tinha testemunhas e disse que encontraria. E assim o fez. (Homem de palavra!)

Segundo sua mulher, ''ele tem um espírito de perseverança muito grande''. Será que é isso mesmo ou é outra coisa? Sei lá, um medinho de alguém.

Hoje o casal está realmente feliz com tudo no lugar. Inclusive o ''precioso''anel.

Como dizia o Sílvio : "Isto é INCRÍVEL! " ou não?

Anota essa aí gente.

2 comentários:

thaty_s16 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatiane disse...

Aham...acredito sim, té parece!!!