sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Heróis atuais.


Assunto do momento que , creio eu, vai ficar por um bom momento ainda. Tropa de Elite.BOPE.


Ontem eu fui numa palestra que foi seguido de um debate muito interessante, com um Coronel do BOPE e mais um dos produtores do filme Tropa de Elite. Inclusive, foi o coordenador da verdadeira turma que é retratada no filme. Esse senhor, hoje secretário de segurança de uma grande cidade carioca, treinou todo o casting do filme e confirmou seu nariz quebrado pelo ator Wagner Moura. Como ele mesmo disse " O que é um nariz quebrado? Quebrou, coloca no lugar"


Esses dois senhores mostraram o verdadeiro BOPE e o espírito de luta que existe nele. Um deles, o Coronel, estava com o uniforme usado no Batalhão, e eu um simples mortal , tive o privilégio de ver de perto e poder apertar sua mão. Afinal, esses homens que inspiram ser imortais, além de serem mortais como nós, são heróis e arriscam suas vidas por um bem maior. A segurança da população carioca.

Posso assegurar, os caras são sinistros mesmo. Eles inspiram um ar de poder e de auto- confiança que emite uma aura de respeito ao seu redor.


Bem, a palestra teve seus altos e baixos, mas como sempre, existe um falso moralista e hipócritas que ainda discutem o uso da força contra a criminalidade.

O BOPE usa a força sim, tortura? Não sei se essa é a palavra, mas atuam da maneira que lhe é cabida contra a marginalidade. Se você, leitor, já vai chamar os direitos humanos, pode chamar. Se ele contestar o uso da força contra a marginalidade como um ato de violência, eu pergunto:

E o caso do menino João Hélio? Foi arrastado, desfigurado e esquecido? Eu não esqueci e com certeza a família dele nunca esquecerá. Cadê os direitos humanos aí? Quer dizer que o criminoso pode matar, torturar, executar. A Polícia não pode atuar de uma maneira mais forte, que tem alguém contra. Isso é uma hipocrisia e um falso moralismo ridículo.

Outro fato que surgiu domingo no canal plim-plim, cenas do combate do CORE (uma Tropa de Elite da Polícia Civil) contra marginais de uma favela carioca. Desce morro abaixo levando uma saraivada de tiros dois meliantes armados e são mortos pela polícia. Aí me aparece uma defensora dos caras lá, dizendo que aquilo ali foi uma execução. Será? O inverso seria o que? Fatalidade?

O que quero dizer é o espírito que o filme TROPA DE ELITE nos colocou. Criou aos nossos olhos, heróis reais. Alguns podem até achar que estou exagerando, mas creio que não. Antigamente, os vilões eram sempre "mais legais" e mais cultuados. Dart Vader, aquele uniforme preto, a voz robotizada e espada de laser vermelho, era o auge.

Hoje, o uniforme preto continua, mas com a faca na caveira. O filme trouxe essa admiração naquele que combate o crime ali do lado de nossa casa e que nunca era visto como tal. Todo mundo sabe que a população da favela tem medo do BOPE, do "caveirão", mas é porque sabem que quando a tropa entra na favela é pra resolver e ponto final.

Todo herói usa a força pra resolver o mal. Os heróis atuais e reais chocaram exatamente por serem reais. Mas isso não lhe concedeu uma torção de nariz da população. Esta, estava precisando de alguém que atuasse do jeito que ela não tem coragem. Com força, determinação e sem muita conversa. Objetivo e direto.


Tem mais a ser comentado. Em breve continuo.

5 comentários:

Ana Maria disse...

Concordo plenamente!!! A sociedade precisa entender que infelizmente chegamos a um ponto em que não adianta mais colocar panos quentes na violência. O negócio é resolver mesmo! Sem enrolação!!!! É FACA NA CAVEIRA!!!!! É subir mostrando que o buraco é mais em baixo...

Diego disse...

Realmente, taturano, são heróis da sociedade carioca. Como bem diz a narrativa do filme, não fossem eles o Rio já teria sido tomado pela bandidagem. Penso que o batalhão deveria abrangir todo o país, até pq como mto bem colocado por vc, os bandidos não têm pena nem de criança. Sendo assim, merecem tomar muita porrada na cara e tiro no rabo! Aí eu canto:
"Homem de preto qual é sua missão? Entrar pela favela e deixar corpo no chão. Homem de preto o q é q vc faz? Eu faço coisas q asssuta o satanás"

É faca na caveira sentando o dedo nessa porra pra aumentar e muito a conta do Papa!!!

guinevir83 disse...

Vão me desculpar, mas bope é o kct!!!! Aquilo foi figuração para filme, se aquilo fosse verdade até que seria razoavelmente bonitinho, mas cá para nós, se as porras dos usuários vêem do asfalto porque não começam por lá???
Apenas 3%, menos que isso, da população de comunidades são bandidos, o BOPE não tem a menor noção disso!!!! Para eles, subiu, correu é bandido!!! O cara não se pode nem se dar ao luxo de ter de medo de bala!!!! POrra aqui no Rio corremos de qualquer coisa....
Infelizmente, aquilo ali não me engana não, a história é outra!!!!
Quem não fica com o cu na mão ao dar de cara com caveirão no meio da madruga????
Eles atiram e criam a justificativa, para mim o tiro saiu pela culatra!!!
O diretor tentou denunciar.... mas ninguém percebeu!!!!
* ah nem todo bandido mora em morro, ou melhor, OS bandidos mesmo, moram aqui embaixo.

guinevir83 disse...

Puta que pariu se BOPE virou sinônimo de herói quem será por noízzzes???
Hum.... queria ver se o Bope numa incursão destas metesse um tiro na mãe de vocês, e falasse para meter na conta da COPA se vocês continuariam falando isso!!!

guinevir83 disse...

pelo amor de Deus, viajar demais naquilo ali.... vamos acordar para a realidade!!!!
a violência lá me cima gera o caos aqui embaixo, toda vez que o bope sobe, um BONDE desce.... esta é a matemática!!!
Eu moro aqui na Penha? E você??? rs